O que fazer em Roma durante um fim-de-semana?

Roma - Aventura na capital do antigo império romano



Roma sempre teve nos meus planos e este ano consegui riscar mais este destino da minha listaRoma não desiludiu em nada, uma cidade alegre, com muito por ver e visitar, com um monumento ou ruína em cada esquina. No entanto com tanta coisa para ver e por fazer, por vezes temos dificuldade em escolher por onde começar. Pois bem, aqui vão as minhas 11 sugestões de museus e monumentos para visitar em Roma. No entanto antes demais, quero dar-te uma pequena ajuda para poupares uns quantos €'s. Como deves saber, aplicações como a uber ou a cabify não resultam muito bem em Roma e em geral em toda a itália, por exemplo, a uber só tem a versão BLACK (a mais luxuosa e, como tal, mais cara). Como tal, vou começar este post com a seguinte questão:

Como sair do Aeroporto – Roma Ciampino ?

Assim que passares a zona da recolha das malas do aeroporto Roma Ciampino, irás encontrar indicações para comprar o pack Ciampino Airlink
Autocarro + Comboio do Terminal Roma Cimpiano até Roma Termini com o Ciampino Airlink
Autocarro Ciampino Airlink
Este pack trata-se de uma combinação de autocarro + comboio que te deixa diretamente no centro de Roma (Roma Termini). Este trajecto tem a duração de 45 min e custa apenas 2.70€!

Autocarro + Comboio do Terminal Roma Cimpiano até Roma Termini com o Ciampino Airlink

Ok, agora que sabes o caminho direto para o centro de Roma, vamos lá começar a nossa aventura.

O que fazer em Roma durante um fim-de-semana?

1. Museus e monumentos gratuitos em Roma (1º Domingo do Mês)

Se está as pensar viajar até Roma, faz questão em planear a tua viagem de forma a estares lá durante o primeiro domingo desse mês! Em Roma durante o primeiro domingo do mês, a grande maioria dos museus são gratuítos para todos os visitantes, italianos e turistas! Isto quer dizer que podes visitar os seguintes monumentos de forma gratuita: o Coliseu de Roma, o Fórum Romano, o Palazzo Barberini e muitos outros.

2. Fontana di Trevi de Roma

Quem é que nunca ouviu falar da belíssima Fontana de Trevi de Roma?! Esta fonte é sem dúvida uma das fontes mais famosas de toda a Itália. A sua popularidade surgiu em 1960, quando a elegante actriz Anita Ekberg mergulhou nas águas da fonte durante uma cena do filme La Dolce Vita de Federico Fellini. 


La Dolce Vita
Cena do filme La Dolce Vita, 1960
A Fontana di Trevi de Roma foi construída por três Papas – Papa Urbano VIII, Papa Bernini e Papa Clemente XII. A construção de fontes ou edificações de monumentos representavam formas de demonstrar o seu poder e de alcançar o respeito dos demais. A fonte retrata a importância de um dos quatro elementos– a água. Na Fontana di Trevi, a fonte das três vias, por estar no centro de três ruas em Roma. Aí podes avistar o Deus do Mar Neptuno, e duas outras deusas - Vénus e Hígia - a deusa do amor e da saúde, respetivamente, segundo a mitologia romana. Para além destas três figuras, podes encontrar ainda dois cavalos com asas, acompanhados por dois metade-homens e metade-peixes. Estes cavalos simbolizam os dois estados da água, um está calmo e pacífico e outro está agitado e indomável. 

Fontana di Trevi
Atualmente, esta fonte localiza-se mais ou menos a 15/20 min a pé do Roma TerminiNão percas o cenário mais instagramável de Roma, muito menos quando conheces a história que está por detrás da sua maravilhosa fachada.

Dica: Se quiseres tirar uma bonita fotografia na Fontana di Trevi durante aqueles períodos que se encontram poucas pessoas, eu aconselho a consultar o horário da Horas populares do google maps e verificar a hora que se encontra com menos pessoas. Porque ninguém gosta de tirar uma fotografia com 15 cabeças!

3. Coliseu de Roma

O grande Coliseu de Roma, uma das sete maravilhas do mundo, um monumento que dispensa grandes apresentações, correto? Inicialmente conhecido por Anfiteatro Flavio, o Coliseu de Roma com quase 2.000 anos de história, é o maior anfiteatro construído durante o Império Romano e o principal símbolo de Roma.
Coliseu de Roma
A construção do Coliseu de Roma durou aproximadamente 8 anos, iniciou-se no ano 72 d.C sob o regime de Vespasiano e foi concluído no ano 80 d.C durante o mandato do imperador Tito. Certamente que conheces o tipo de espetáculos e atividades apresentadas neste anfiteatro romano. Desde exibições de animais exóticos, a execuções de prisioneiros e a lutas de gladiadores, que causava o delirio dos romanos durante a época dos grandes jogos.
PS - De forma a compreender melhor o passado histórico vivido nesta cidade, decidi ver as três temporadas da série "Império Romano" da Netflix. Devo dizer que depois de vê-la, consegui observar esta cidade e intepretar os seus monumentos de uma outra forma. Eu recomendo vivamente a ver esta série documental antes da vossa próxima ida a Roma.

Dica: Se estiveres em Roma durante o primeiro domingo do mês, não percas a oportunidade de visitar o Coliseu de Roma de forma gratuita. Podes poupar até 18€ por pessoa.

4. Fórum Romano em Roma

É neste Fórum que podes encontrar os vários templos da Roma Antiga e logo de seguida o inigualável Coliseu de Roma. Ao percorrer a avenida principal do Fórum Romano, consegues ter uma percepção da grandiosidade da cidade Roma, como capital do mundo ocidental. Percorrer este sítio é quase como visitar um museu ao ar livre, tanto de um lado como do outro, podes ver as típicas colunas gregas que faziam parte dos templos, as ruínas de alguns edifícios feitos em mármore e ainda arcos dedicados a grandes personalidades da grande capital, Roma. 
No Fórum podes encontrar os seguintes monumentos:
  • Piazza del Campidoglio
  • Prisão Mamertina de Roma
  • Templo da Paz
  • Basílica dos Santos Cosme e Damião
  • Basílica de Santa Francesca Romana
  • Arco de Tito
  • Arco de Constantino de Roma
  • Templo de Vesta
  • Casa das Vestais
  • Coluna de Foca de Roma
Sem dúvida um sítio a não perder!

5. Castelo Sant'Angelo de Roma

Ao longo da história, existiram muitos castelos que serviram como quartel de vigia durante as guerras, mas poucos foram aqueles que serviram de fortaleza para um Papa em Roma. O Castelo de Sant’Angelo está localizado na margem direita do rio Tibre, diante da Ponte de Santo Ângelo, em Roma e a poucos minutos do estado do Vaticano. Durante a época medieval, esta grande edificação foi utilizada pelo papa Bernini para se abrigar durante os períodos de guerra na cidade. Este castelo serviu também como prisão em Roma para muitos rebeldes durante a época unificação da Itália, no século XIX.

Castelo de Sant'Angelo
Segundo a lenda, o nome desta fortaleza em Roma deve-se ao famoso episódio em que o Papa Gregório I afirmou ter visto o Arcanjo São Miguel sobre o topo do castelo. Nessa altura, a cidade estava contagiada pela infernal peste negra, matando por dia centenas de pessoas. Um dia, o Papa Gregório viu o Arcanjo a embainhar a sua espada, indicando o seu perdão à cidade de Roma e consequentemente o fim da epidemia. Para celebrar essa aparição, o papa mandou construir uma estátua do Arcanjo São Miguel a coroar o castelo.

6. Panteão Nacional de Roma

O primeiro panteão foi construído durante o reinado do imperador Augusto, durante os anos entre 27 a.C. a 4 d.C em Roma. Já no ano 80 d.C, este panteão foi totalmente destruído por um incendio. O Panteão Nacional tal como conhecemos hoje foi posteriormente reconstruído durante o reinado do imperador Adriano, durante os anos 117 a.C a 138 a.C em Roma. O Panteão Nacional de Roma, também conhecido por Panteão Agripa, é um dos templos mais bem preservados da época do grande império romano.
Panteão Nacional de Roma
O interior deste magnifico edificio foi pensado ao detalhe, pois não é por acaso que os romanos foram muito famosos pelas suas grandes obras de engenharia e tecnologia. O topo do Panteão de Roma está coberto por uma cúpula que se abre num óculo no centro de 8,92 metros de diâmetro e permite que a luz natural ilumine todo o edifício. Ainda hoje, esta cúpula representa a maior cúpula de concreto não reforçado do mundo – através de um equilíbrio perfeito e uma arquitetura única, a cúpula é capaz de suportar o próprio peso. 
Uma outra curiosidade sobre este grandioso edifício de Roma é o detalhe da sua arquitetura, pois a sua altura mede exatamente o mesmo que o diâmetro da sua cúpula, cerca de 43,30 metros. Na fachada traseira do Panteão é possível ver como o mármore deste monumento foi completamente "descascado" pelos Bernini para utilizar em armas e material bélico. Aliás, existe uma expressão muito conhecida que diz "O que os bárbaros não levaram de Roma, levaram os Bernini".
Fachada traseira do Panteão Nacional de Roma
Fachada traseira do Panteão Nacional de Roma

No início do século VII, o Panteão Nacional de Roma foi doado ao chefe da igreja católica, ao Papa Bonifácio IV, e este transformou numa igreja. Este apoderamento é razão suficiente para explicar o perfeito estado de conservação deste edifício de Roma.

7. Piazza Novanna em Roma

Prepara-te para conhecer uma das praças mais bonitas de toda a Roma. Hoje a Piazza Novonna ocupa o lugar onde se situava o antigo Estádio de Domiciano (Circo Agonal) no ano 86 d.C em Roma. Era utilizado para apresentar os vários jogos atléticos gregos, como as corridas de carroças puxadas a cavalo, como podes ver no filme do Ben hur. Este estádio albergava mais de 30.000 espectadores.


Protótipo do Estádio de Domiciano
Atualmente é uma das praças mais bonitas e populares de Roma, adornada com três fonte construídas sob o mandato de Gregorio XIII Boncompagni: a Fontana dei Quattro Fiumi, Fontana del Moro e a Fontana del Nettuno. Nesta praça podes ainda encontrar uma belíssima igreja, a igreja de Sant'Agnese in Agone de Roma. Todas as igrejas em Itália  e em específico em Roma são particularmente bonitas, no entanto esta na minha opinião tinha algo de diferente. Por exemplo, aqui os típicos quadros pendurados nos vários altares são substituídos por magnificas esculturas a mármore inseridas na própria parede.

Curiosidade:
Até meados do século XIX, durante a altura do verão, as três fontes eram encerradas e o centro da praça era inundada de forma a transformar-se no “Lago da Piazza Navonna” de Roma. 

Lago de Piazza Navonna

8. Piazza di Spagna de Roma

Piazza di Spagna de Roma e a sua famosa escadaria de Trinitá dei Monti eram conhecidas como Piazza di Francia até ao seculo XVII. No final da escadaria podes avistar a belíssima Fontana della Barcaccia e a Embaixada de Espanha. A escadaria de Trinitá dei Monti foi construída em Roma com financiamento dos franceses de forma a ligar a embaixada da Espanha Bourbon à igreja Trinitá dei Monti no alto da colina durante o século XVIII.

É nesta zona de Roma que podes encontrar as principais cadeias italianas e internacionais de roupa de luxo como a Chanel, a Dior e a Bulgari.

9. Fazer uma Free Walking Tour em Roma

Esta é das atividades que mais gosto de fazer quando estou fora e quando pretendo aprender um pouco mais sobre a cidade que estou a visitar – participar numa Free Walking Tour. Fiquei muito contente quando ao pesquisar no google por “Free Tour Roma em português” encontrei uma pequena empresa - free tour em roma - que realmente fazia uma excursão gratuita em português pela cidade de Roma.
Uma Free Walking Tour é uma excursão feita a pé por um guia turístico certificado para explicar um pouco da história da cidade, neste caso de Roma, assim como para mostrar alguns pontos de interesse e transmitir alguma informação relevante sobre vários temas como restaurantes, museus e pontos turísticos. As excursões costumam ter uma duração de 2 a 3 horas e são completamente gratuitas!
Estes guias são remunerados apenas com as “gorjetas” ou bonificações que os participantes doam. O que acontece é que uma percentagem ou valor dessas gratificações é pago à empresa que organiza estas tours e o remanescente é dado ao guia.
Neste caso em específico, o website da free tour em questão pediu o valor da comissão previamente (2.50€/pessoas) e, no final da tour geral de Roma, o que demos foi diretamente para o guia. As gorjetas podem ir desde 5 a 50€ por pessoa, na verdade, podes dar apenas o que puderes ou o que achares que o guia realmente merece.
Eu prefiro este tipo de tours, porque faz com que os guias se esforcem mesmo por darem a sua melhor performance. Na minha opinião, esta é mesmo a melhor forma de conhecer uma cidade. Nesta tour visitamos alguns dos princiais monumentos de Roma, com a Fontana di Trevi, a igreja de S. Inácio - uma igreja muito bonita cujos frescos (pinturas no teto) eram impressionantes, visitamos Panteão Nacional de Roma, a Piazza Novonna e o Castelo de Sant’Angelo de Roma.
Igreja de S.Inácio, Roma
Igreja de S.Inácio

10. Pirâmide de Céstio de Roma

Já imaginaste ver uma pirâmide egípcia fora do Egipto? Pois bem, ela existe e está em Roma! A Pirâmide de Céstio é um monumento construído entre 18 e 12 a.C e foi feita com o objetivo de albergar os restos mortais de Caio Céstio Epulão, um magistrado e membro de um dos quatro grandes corpos religiosos de Roma na época.
A Pirâmide de Céstio de Roma tem 37 metros de altura e quase 30 metros quadrados de área. Este monumento encontra-se extremamente bem conservado. 
Pirâmide de Céstio, Roma
Pirâmide de Ceétio
Em Roma, a pirâmide é visitável e podes entrar na própria câmara funerária, no entanto, abre as portas apenas duas vezes por mês em dias específicos, mas detalhes aqui. Não percas a oportunidade de visitar a única pirâmide egípcia feita em Roma durante a época do grande império romano!

11. Templo de Adriano de Roma

Descobri este monumento por mero acaso, pois encontra-se totalmente inserido nos edifícios modernos do centro de Roma. O templo de Adriano é um monumento dedicado ao imperador Adriano, considerado um dos cinco bons imperadores de Roma (sim, é o mesmo que mandou reconstruir o Panteão Nacional), este templo foi mandado erguer pelo seu filho sucessor Antonino Pio, no ano de 145 a.C. Atualmente, está localizado na Piazza di Pietra, o nome da praça – Praça de Pedra – remete para as pedras do antigo templo que foram utilizadas para construir a praça. Atualmente, este templo está incorporado num antigo palácio papal do seculo XVII e é utilizado como Câmara de Comércio de Roma.

Templo de Adriano, Roma
Agora que sabes tudo o que precisas para conhecer Roma, do que estás à espera? Prepara já a tua próxima viagem, porque o melhor da vida é viajar!




Comentários