10 Filmes para viajar sem sair do sofá

Como todos sabem, tanto em Portugal como no resto do mundo, não nos é permitido viajar tão cedo devido à propagação do vírus Covid-19, sendo assim é preciso pensar noutras formas de passar o nosso tempo livre enquanto estivermos em casa de quarentena.

10-Filmes-para-viajares-sem-sair-do-sofa

Estou a criar uma série de publicações com atividades e locais para visitar online enquanto estivermos de quarentena, como: 
Desta vez, apresento-vos uma lista de 10 filmes relacionados com o tema “viagens”. Alguns são relativamente recentes, outros podem ser um pouco mais vintage, mas por vezes sabe bem ver um bom clássico. 
Aqui estão, a minha sugestão dos 10 melhores filmes para viajares sem saíres do teu sofá: 

1. Comer, Rezar e Amar 

Elizabeth descobre que sempre teve problemas nos seus relacionamentos amorosos. Um dia, deixa tudo, marido, trabalho, amigos, decidida a viver novas experiências em lugares diferentes por um ano inteiro. Elizabeth parte para a Índia, Itália e Bali, para se reencontrar numa grande viagem de auto-conhecimento. 

2. Vicky Cristina Barcelona 

Vicky e são duas amigas que passam férias em Barcelona. Vicky está noiva e é sensata nas questões do amor. Cristina é pura emoção e movida a paixão. Durante uma exposição de arte, as duas acabam por se encantar pelo pintor Juan Antonio, que as convida mais tarde, durante um jantar, para uma viagem. O que elas não sabiam é que o galante sedutor mantém um relacionamento problemático com sua ex-esposa Maria Elena. As coisas ficam ainda piores quando ambas, cada uma de sua forma, se interessam por ele, dando início a um complicado "quadrado" amoroso. 

3. A Mulher do Viajante no Tempo 

Quando, aos seis anos, Henry DeTamble sobrevive ao acidente de automóvel que causou a morte da sua mãe, teve a sua primeira experiência como viajante do tempo. Devido a um raro problema genético, ele faz viagens ao passado e ao futuro e é assim que, numa dessas viagens, conhece Annette, ele adulto e ela ainda uma menina, mas já o grande amor da sua vida. 
No dia em que, finalmente, ambos se reencontram no presente sentem que podem materializar a sua paixão. Mas é então que tudo vai ser posto à prova: as constantes separações e ausências de Henry, sem pré-aviso ou controlo, vão causando sofrimento e desgaste à relação. 

4. Algures no Tempo 

O filme retrata a vida de um jovem que retorna ao passado para resgatar uma mulher que, no presente, diz ser o seu grande amor. A história tem início no ano de 1972, quando o jovem dramaturgo, Richard Collier conhece uma idosa senhora que lhe entrega um relógio de bolso, seguido da enigmática e desconexa mensagem "Volte para mim". 8 Anos depois do episódio, em 1980, desejando espairecer, Collier viaja para um hotel grandioso e antigo, no qual vê a foto da atriz Elise Mckenna por quem apaixona-se perdidamente. No entanto, a fotografia é do ano de 1912, e o jovem decide então encontrar uma forma de voltar ao passado para encontrá-la. 

5. Dá Tempo ao Tempo 

Aos 21 anos, Tim desvenda um segredo extraordinário: ele, tal como todos os homens da família, tem a peculiar capacidade de viajar no tempo. Ao perceber o alcance do que acabou de descobrir, decide retirar todo o proveito da situação e melhorar vários aspetos da sua vida, que sempre considerou medíocre. É então que, ao mudar-se para Londres, onde tenciona singrar como advogado, conhece Mary, uma rapariga doce e encantadora por quem se apaixona irremediavelmente. Contudo, na sua obsessão de tornar tudo perfeito naquela relação, Tim acaba por se exceder nas múltiplas viagens ao passado. Depois de mil e uma tentativas para aperfeiçoar o presente, Tim conclui que a autenticidade dos sentimentos não tem preço e que a dor e a mágoa têm um papel fundamental na busca pela felicidade. 

6. Sobre o sol da Toscana 

Frances Mayes é uma escritora que leva uma vida feliz em San Francisco, até que se divorcia de seu marido. Triste e deprimida, ela decide mudar radicalmente de vida e compra uma chácara na Toscana, para descansar e poder terminar em paz o seu novo livro. Porém enquanto ela cuida da reforma na sua nova casa, acaba por conhecer um novo homem, que reacende a sua paixão. 

7. Sete Anos no Tibete 

Um filme típico de Hollywood, com um estilo espiritual, do francês Jean-Jacques Annaud, o mesmo realizador de "O Nome da Rosa" e "O Amante". Brad Pitt protagoniza este filme, baseado em factos reais, sobre Heinrich Harrer, um montanhista austríaco que, em 1939, tenta subir os Himalaias e trava conhecimento com o jovem Dalai Lama. Ele e o seu companheiro Peter Aufschnaiter são os únicos dois estrangeiros a pisar a cidade sagrada de Lhasa. O filme levantou alguma controvérsia na altura da estreia devido ao facto de Harrer ter sido um simpatizante dos nazis. 

8. Meia-Noite em Paris 

Gil e Inez estão noivos e de visita a Paris. De casamento marcado, eles têm ainda algumas dificuldades em acertar agulhas no que diz respeito à vida em comum. Ele é um argumentista de Hollywood com "síndroma da Idade de Ouro" que sonha viver em Paris e escrever o romance da sua vida seguindo os parâmetros dos grandes escritores da história da literatura. Já ela é uma mulher pragmática que aspira a uma vida estável e luxuosa em Malibu, nos EUA. Uma noite, embriagado pela beleza da cidade (e algum vinho), Gil perde-se na cidade e vive a mais extraordinária experiência da sua vida num encontro com personagens que ele julgava existir apenas nos livros e que o farão reformular toda a sua existência. 

9. O Turista 

Frank Tupelo um professor de matemática americano em viagem pela Europa, é abordado por uma belíssima mulher no comboio que liga Paris a Veneza. Elise Clifton-Ward sedu-lo sem apelo nem agravo. Mas o que parece o florescer de um romance rapidamente se transforma numa perseguição que escapa ao seu entendimento e que envolve simultaneamente a Interpol e um perigoso gangue russo. E a misteriosa Elise parece querer esconder mais do que um passado sinuoso... 

10. A Máquina do Tempo 

O cientista Alexander Hartdegen está determinado a provar que as viagens no tempo são possíveis. A sua determinação transforma-se em desespero quando uma tragédia atinge a sua vida pessoal e o faz ficar obcecado com a ideia de regressar ao passado para poder alterar o que aconteceu. Enquanto testa uma máquina de viajar no tempo da sua autoria, Hartdegen é transportado 800 mil anos no futuro. Aí depara-se com um mundo completamente modificado. A Humanidade está dividida em duas espécies... os predadores e as presas. O filme é baseado no clássico de ficção científica de H.G. Wells. 

E então, quem disse que ficar de quarentena não é divertido e entusiasmante?! 
Bom proveito, porque o melhor da vida é viajar! (mesmo que seja à distância).

Comentários